Gestão de Custos: a Força de sua Lucratividade

Atualizado: 25 de mar. de 2019

Esse nosso mercado e sua alta competitividade


Quantas vezes você já se deparou com o grande desafio de equilibrar os custos para alcançar o lucro desejado? E o pior ainda, como fazer isso quando se trata de pequena ou média empresa?

"um erro comum que as empresas cometem é entender preço como algo que dependa exclusivamente das variáveis mercadológicas."

Sua empresa deve estar preparada!


Saiba que mesmo em um mercado de artigos de luxo, a busca pelo preço ajustado é uma realidade. Neste aspecto, um erro comum que as empresas cometem é entender preço como algo que dependa exclusivamente das variáveis mercadológicas. Em outras palavras, aumentam ou reduzem preços porque a concorrência está utilizando a mesma estratégia. Um grave erro.

O que não se leva em conta é que preço não é só elemento da função demanda. é, também, elemento da função oferta. De modo mais claro, se o preço for muito baixo a rentabilidade do negócio será muito baixa e os negócios podem até parar. Sei que esse não é o desejo de nenhum empreendedor ou executivo de um negócio.


"um sistema de controle que potencialize a redução do preço para o cliente, combinando o potencial da estrutura empresarial com inteligência financeira."

Mas como uma empresa pode lidar com essa situação?


A solução para isto é encontrar uma maneira eficiente de Gestão de Custos de seu negócio, desenvolvendo um sistema de controle que potencialize a redução do preço para o cliente, combinando o potencial da estrutura empresarial com inteligência financeira, ambas associadas a margem de lucro. Desse modo, é possível acompanhar as oscilações de mercado de forma bem ajustada.


Diante dos desafios apresentados, o que é Gestão de Custos?


Uma Gestão de Custos não é apenas a redução pura e simples de seus gastos administrativos. É muito mais. A Gestão de Custos rastreia, analisa e identifica oportunidades que se convertem em práticas adequadas para alcançar os mais expressivos resultados, a partir de análises que não se limitam ao ambiente interno da empresa.


"Negócios que possuem muitos gastos fixos são mais escaláveis do que aqueles que possuem majoritariamente gastos variáveis."

Mas o que a escalabilidade tem haver de Gestão de Custos?


Entre as práticas eficientes para a Gestão de Custos, destaca-se a escalabilidade. Corresponde ao potencial do negócio de aumentar vendas sem elevar, no mesmo ritmo, sua estrutura de custos. Negócios que possuem muitos gastos fixos são mais escaláveis do que aqueles que possuem majoritariamente gastos variáveis. Ao aumentar vendas, a empresa mantém quase que inalterados seus gastos, o que eleva a margem de ganho, à um nível lucrativo, por cada unidade negociada.


Negócio escalável ou não? Uma dúvida que não deve ser deixada para traz.


Aumentar a rentabilidade de um negócio sem aumentar, proporcionalmente, os custos é o sonho de muitos empresários. Muitos empresários preferem manter seus gastos de forma variável, pois, em caso de redução de vendas, há possibilidade de redução dos gastos e preservação da margem de ganho unitária. Ao contrário da escalabilidade, essa postura mais conservadora reduz os riscos do negócio e pode ser uma boa opção para muitos empreendedores mais tradicionais, ou mesmo para empresas que estão enfrentando recessões em seus mercados específicos.


Agora você já pode começar a pensar nesse tema para tomar decisões importantes em seu negócio .


Até breve e até a próxima postagem.

7 visualizações0 comentário